Vereadores de Santa Luzia D Oeste Visita o Aterro sanitário em Novo Horizonte

A Câmara Municipal de Santa Luzia D Oeste, aprovou em Sessão Ordinária realizada no dia 10/10/12, o Projeto de Lei 24/2012 que “RATIFICA PROTOCOLO DE INTENÇÕES E A PARTICIPAÇÃO DO MUNICÍPIO AO CONSORCIO INTERMUNICIPAL DA REGIÃO CENTRO OESTE (LIXO).
 No dia 02/10/12 o Município de santa Luzia D Oeste assinou o TAC- Termo de Ajustamento de Conduta nº 10/2012, onde o Município se compromete em promover a completa desativação do Lixão municipal até o dia 30/10/2012, devendo todos os resíduos sólidos do Município, a partir então, serem enviados ao aterro sanitário localizado em Novo Horizonte D Oeste.
O Município de Santa Luzia D Oeste também assume a obrigação de coibir, mediante exercícios de seu poder de policia, o surgimento de “lixões” clandestinos no território do Município, bem como em proteger o local atualmente utilizado para disposição de resíduos sólidos urbano, a fim de impedir que o mesmo seja utilizado como deposito de lixo de qualquer espécie.
No caso de descumprimento total ou parcial das obrigações assumidas, nos prazos estipulados e na forma prevista no presente termo, caberá a imposição de multa ao município e ao agente político que injustificadamente lhe der causa no valor de R$ 10.000.00(dez mil reais), alem de multa diária no valor de R$ 1.000.00(mil reais) por dia.

No dia 11/10 os vereadores José Antonio (DEM), Uesnei Cleiton (PSB), Prof. Adão Marcos (PT) e o vereador eleito Edvar Luiz (PTN), estiveram visitando o Aterro sanitário em Novo Horizonte, onde conversaram com responsável o Biólogo Willian.

Os vereadores poderão verificar que o lixo depositado no Aterro Sanitário em Novo Horizonte  não esta sendo  reciclado.
O lixo é o maior causador da degradação do meio ambiente e pesquisas indicam que cada ser humano produz, em média, pouco mais que 1 quilo de lixo por dia. Desta forma, será inevitável o desenvolvimento de uma cultura de reciclagem, tendo em vista a escassez dos recursos naturais não renováveis e a falta de espaço para acondicionar tanto lixo.
Se hoje não tivermos uma postura e uma consciência ambiental, reparando os danos causados ao meio ambiente e evitando novos desastres ecológicos, a continuidade e a qualidade de vida estarão comprometidas. Este sim seria o maior erro que a humanidade poderia cometer contra ela própria, acrescenta o vereador prof. Adão Marcos.